segunda-feira, 15 de outubro de 2018

No meio dos Lobos

Leitura:

“Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e símplices como as pombas”.
Mateus 10:16

“Ide; eis que vos mando como cordeiros ao meio de lobos.”
Lucas 10:3

“Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa.”
João 10:12

       Quando o SENHOR JESUS fez a declaração registrada em MT. 10:16, ELE bem sabia em que “meio social” os discípulos iriam estar vivendo. JESUS bem sabia qual a “natureza” do homem. Assim que, de maneira muito “natural” JESUS disse aos Seus discípulos que estariam no “meio de lobos”, e que, por essa razão, deveriam ser “prudentes como as serpentes”, porém “símplices como as pombas”. Vamos entender nas próximas linhas, as implicações de se estar “em meio a lobos”, e também “quem são os lobos” contra os quais JESUS adverte os Seus seguidores.

AT. 20:29-30
Aqui o apóstolo Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, faz um alerta à Igreja, afirmando que iriam entrar no meio dos cristãos “lobos cruéis”, que “não perdoariam o rebanho”. Ele identifica esses “lobos” como sendo “homens que falam coisas perversas, para atraírem discípulos após si”.

JO. 10:12
Aqui o próprio JESUS afirma que o “lobo” arrebata e “dispersa” as ovelhas (Ler EZ. 34:31). Mas ele (o lobo) só tem êxito em dispersar as ovelhas quando quem “cuida” delas é um “mercenário” e não um pastor.

Neste momento torna-se relevante conhecermos as características de um lobo (animal), a fim de podermos identificar os “homens-lobo” citados por JESUS.

O LOBO

O lobo é um animal “selvagem”. Isso significa que ele é “cruel”, “violento”, “mau”, “sem piedade”, “perverso”. Será que há alguma semelhança com os homens de nosso tempo?

O lobo é “oportunista”. Isso significa que eles, como animais carnívoros, não desperdiçam uma oportunidade de “forrar seus estômagos”. Mesmo que isso signifique devorar outros de sua própria espécie.

O lobo, nas palavra de JESUS, dispersa as ovelhas (JO. 10:12). Por que motivo “o lobo quer a ovelha distanciada de seu rebanho”? Ao contrário do pastor que procura reunir as suas ovelhas formando um só rebanho (JO. 10:16), o lobo quer cada ovelha “separada”, “sozinha”, afastada do rebanho. E por que razão? O lobo sabe que, sozinha, a ovelha é uma presa fácil. Enquanto está no meio do rebanho, guardada por seu pastor, a ovelha está segura ─ SL. 23:1-6). Porém, quando ela “se isola do rebanho”, torna-se presa das “feras do campo” – conforme EZ. 34:5,8. O lobo “arrebata e dispersa” as ovelhas, para “devorá-las”, e para que elas sejam devoradas pelas “feras” do campo…

Se tomarmos o rebanho por “Igreja”, e o campo pelo “mundo”, então precisamos ter aqui discernimento sobre quem são os lobos…

Os lobos, na Bíblia, assim como os “cães”, são os “maus obreiros”, aqueles que “têm aparência de piedade”, mas negam-na em suas vidas. Vale a pena ler Mateus 7:15…

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.
Mateus 7:15

Resultado de imagem para ovelha entre lobosEm outras palavras, há homens que se arrogam “líderes religiosos”, mas seu único propósito é “devorar”, é espoliar aqueles que os seguem.

Por isso a Palavra de DEUS nos fala para “fugir dos maus obreiros” – FP. 3:2

Em meio a esta geração, onde os homens têm se tornado escravos de Mamon (o deus das riquezas), é preciso nos rendermos ao Evangelho de CRISTO, fazendo dos bens, “sementes” e “recursos” a fim de que outros conheçam a CRISTO.

E você? Está fugindo dos lobos? Ou está sendo devorado(a) por eles?

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

A Educação Domiciliar vista da perspectiva Bíblica

As famílias que praticam a Educação Domiciliar espera ansiosa o julgamento, pelo STF, da questão da Educação Domiciliar no Brasil, que ações tomar face ao cada vez maior número de famílias que estão tirando seus filhos da escola para proporcionar-lhes a instrução "em casa". Atualmente, embora aproximadamente 7.500 famílias tenham optado por fazê-lo, a maioria da população brasileira ainda desconhece o tema. Esse desconhecimento tem trazido muita confusão e causado muito incômodo às famílias ditas "homeschoolers" (é o termo que define famílias que educam seus filhos em casa, não os enviando para a escola), pois antes do SOBRESTAMENTO (Documento oficial do STF que suspendeu todos os processos envolvendo a educação domiciliar, proibindo qualquer novo processo enquanto a questão não for definida), muitas famílias foram levadas diante dos tribunais por haver escolhido dar o melhor para seus filhos: uma educação de qualidade e de acordo com as especificidades cognitivas e de personalidade de suas crianças.

Para os verdadeiros cristãos que encontram-se ainda duvidosos, quero aqui expor a Educação Domiciliar (Homeschooling, como é chamada) da perspectiva bíblica...

Para melhor avaliação do assunto, vou colocar aqui algumas questões nas quais peço que você reflita…

01. Para que propósito as crianças são geradas? Acredita que seja apenas para a “propagação da espécie humana”?

02. Qual é o propósito Divino no nascimento de cada criança que vem ao mundo?

03. Quem é o responsável – diante de DEUS – em tornar conhecido da criança o propósito de sua existência no mundo?

04. Finalmente, quem é responsável pela educação de seu(sua) filho(a)?

A despeito de qual seja sua opinião sobre essas questões, precisamos saber o que DEUS nos fala em Sua Palavra (Bíblia Sagrada) sobre elas.

       O objetivo (Divino) na geração dos filhos

       A despeito do fato de que a teoria da evolução esteja sendo ensinada em larga escala nas escolas de nosso país, o Universo foi Criado por DEUS (GN. 1:1; JO. 1:10; CL. 1:16), logo, há um propósito para todas as coisas que vieram à existir. O mesmo acontece com o ser humano.

       De acordo com o relato de Gênesis 1:26,27, CRISTO criou o homem “à Sua imagem, conforme a Sua semelhança”. Essa peculiaridade da formação do homem (GN. 2:7) revela o propósito de DEUS ao criar o homem. DEUS criou a humanidade com o objetivo de não apenas “morar entre os homens” (Êxodo 25:8), mas também de “habitar, morar dentro dos homens” (João 14:23; 1 Coríntios 3:16; 2 Coríntios 6:16; Hebreus 3:6; 1 Pedro 2:5 e referências).

       DEUS também colocou o homem no Planeta Terra (e não em qualquer outro – Salmo 115:16), com o propósito de que “enchesse a Terra com uma semente piedosa” (Malaquias 2:15a).

       O Salmo 127:3 afirma: “Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre, o seu galardão.”

       Isso significa que os filhos são um “presente de DEUS”, uma dádiva para nós; porém não nos pertencem, porque ao mesmo tempo são o “galardão do SENHOR”, ou seja, aquilo que um dia teremos que apresentar novamente a DEUS.

       Ao dar filhos ao homem, DEUS quer que os filhos sejam criados na Sua doutrina e conselho :

       “E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.” (Efésios 6:4)

       Em outras palavras, os pais (e não o Estado, nem a Escola) são responsáveis diante de DEUS em criar os filhos dentro dos preceitos das Sagradas Escrituras, conforme também nos adverte Deuteronômio 6:6,7. No Novo Testamento, quando instrui os santos sobre os cuidados com as mulheres viúvas, Paulo, escrevendo à Timóteo, diz que deve ser verificado se a mulher “criou os filhos” – 1 Timóteo 5:4, 9, 10, 14, e quanto ao lar cristão, a Palavra de DEUS nos fala que o homem de DEUS, deve cuidar de sua própria casa, tendo os filhos em sujeição (mantendo-os obedientes) – 1 Timóteo 3:4.

       É preciso que compreendamos que somos os responsáveis por cuidar de nossos filhos, corrigindo-os quando necessário, fazendo uso da vara, porque a obediência à Palavra de DEUS traz para nossa realidade o sobrenatural espiritual de DEUS. A Bíblia nos diz que:

       “Não retires a disciplina da criança, porque, fustigando-a com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno.”
       (Provérbios 23:13-14)

       Claro que a sociedade no meio da qual nos movemos, não admite a questão da disciplina, da correção com vara, aliás, não admite qualquer castigo sobre as crianças, muito menos que nós, pais comprometidos com CRISTO, eduquemos nossos filhos dentro de nossas casas. Não poderia ser diferente, já que a Palavra de DEUS nos afirma que o mundo inteiro jaz no maligno (1 João 5:19).

       Querido(a), a sociedade do mundo onde vivemos é contrária à Palavra de DEUS. Por isso faz questão de “separar os filhos do ambiente familiar, mantendo-os o maior tempo possível fora de casa, a fim de contaminar a mente de nossas crianças com a filosofia demoníaca dessa geração”. A Palavra de DEUS nos afirma que “a criança entregue à si mesma, envergonha sua mãe” – Provérbios 29:15. No Brasil temos um estatuto denominado de E.C.A. (Estatuto da Criança e do Adolescente), no qual a criança fica entregue a si mesma, sendo-lhe conferido status de adulto, quando lhe dão o máximo de direitos e o mínimo de deveres. Aliás, temos também no Brasil a chamada “Lei da Palmada” que é totalmente contrária ao que DEUS nos ordena em Sua Palavra, pois expressa o seguinte:

“A criança e o adolescente têm o direito de ser educados e cuidados sem o uso de castigos físicos ou de tratamento cruel ou degradante, como formas de correção, disciplina, educação ou qualquer outro pretexto, pelos pais, pelos integrantes da família ampliada, pelos responsáveis, pelos agentes públicos executores de medidas socioeducativas ou por qualquer pessoa encarregada de cuidar deles, tratá-los, educá-los ou protegê-los.” LEI Nº 13.010, DE 26 DE JUNHO DE 2014.

       Essa questão vem antes mesmo da questão da Educação Domiciliar, porque nossa natureza adâmica é má desde nossa meninice (Gênesis 8:21). A criança que nasce, já nasce propensa para o mal, pois tem a natureza da serpente (diabo) dentro dela… Por isso precisa ser corrigida e disciplinada. E nessa ação de correção, a Bíblia nos ordena empregar o “castigo físico”, o “uso da vara”… Certamente que esse mandamento não é aceito pela sociedade, pois a lei acima exposta mostra que a sociedade (na verdade o diabo) não quer que nossos filhos sejam criados para DEUS, satanás quer que nossos filhos sejam criados “para o mundo”.

       Portanto, não espere que a sociedade lhe seja favorável! Você precisa “posicionar-se diante de DEUS e da Sua Palavra”… Que tipo de pessoa você é? Ou você é um cristão, e vive segundo os padrões da Palavra de DEUS, ou você é escravo do Diabo, vivendo segundo os padrões do mundo! Não há “meio-termo”!

       Nas escolas do país, salvo algumas exceções onde o ensino religioso faz parte do currículo escolar (o que não significa ensinamento cristão, e sim “religioso”), é vetado ao professor ensinar a criação na sala de aula, já que todos os livros afirmam que o homem é o produto de uma “evolução”. O evolucionismo, e não o criacionismo é ensinado nas escolas, onde, aliás, é proibida qualquer manifestação de fé por parte do professor. A sala de aula, afirmam, não é lugar para se falar em DEUS. Ora, que tipo de educação você espera que sua criança receba em um ambiente do qual DEUS foi excluído?

       Sob a desculpa de que “O Estado é Laico” (não religioso), DEUS foi excluído do sistema educacional brasileiro. E não apenas isto, mas eu desafio você a encontrar, em um dicionário impresso, o nome JESUS CRISTO!

       JESUS CRISTO é real! Nossa história está dividida em a.C. e d.C. (antes de Cristo e depois de Cristo)… ELE É um personagem histórico! Então, porque não encontramos ainda que uma breve biografia sobre ele nos dicionários atuais?

       Reflita… Posicione-se! Não abandone sua fé, nem abandone sua criança nas garras de uma sociedade anticristã! Seja você também um pai/uma mãe que escolheu dar para seu filho ou sua filha a educação que DEUS quer que ele/ela receba!

       Você é o(a) responsável pela alma de sua criança… A quem você vai endereçá-la? Quem vai orientar a forma como criará seu filho ou sua filha? A Palavra de DEUS ou a sociedade do diabo?


domingo, 3 de junho de 2018

CONVOCAÇÃO PARA OS FILHOS DE DEUS

Leituras:

  • JL. 2:1, 11-17; EZ. 22:30; 14:13; LM. 4:1; JR. 51:6-9 – AP. 17, 18
  • JR. 48:11 2 CR. 7:14; JR. 29:7; RM. 8:19; DN. 2:20-22 – 2 CO. 10:3-6

Resultado de imagem para se o meu povo que se chama pelo meu nome

E procurai a paz da cidade, para onde vos fiz transportar, e orai por ela ao SENHOR; porque na sua paz vós tereis paz.” (JR. 29:7)

Santificai um jejum, apregoai um dia de proibição, congregai os anciãos, e todos os moradores desta terra, na casa do SENHOR vosso DEUS, e clamai ao SENHOR.” (JL. 1:14)

Congregai o povo, santificai a congregação, ajuntai os anciãos, congregai os filhinhos, e os que mamam:..” (JL. 2:16)

Então o SENHOR terá zelo da sua terra, e se compadecerá do seu povo.” (JL. 2:18)

Agora pois, ó SENHOR, ... concede aos Teus servos que falem com toda a ousadia a Tua Palavra; Enquanto estendes a Tua mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios pelo nome do Teu santo Filho JESUS, E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do ESPÍRITO SANTO, e anunciavam com ousadia a Palavra de DEUS.” (AT. 4:29-31)

E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o SENHOR, e confirmando a Palavra com os sinais que se seguiram. Amém.” (MC. 16:20).

E busquei entre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.

(EZ. 22:30)

De acordo com os citados, convocamos o povo de DEUS desta cidade, a clamarem continuamente diante do Seu Trono, pelos seguintes objetivos:

  • O “valente” (Satanás) seja amarrado;
  • A “igreja de JESUS CRISTO” (MT. 16:18), seja edificada de acordo com o propósito e vontade de DEUS (EF. 2:20-22; 1 PE. 2:5; 1 TM. 3:15; HB. 3:6);
  • O SENHOR conceda aos Seus servos que falem com toda a ousadia a Sua Palavra, enquanto o SENHOR estende a Sua mão para que se façam sinais e prodígios pelo Nome de Seu Filho JESUS CRISTO;
  • O ESPÍRITO SANTO seja derramado sobre esta cidade, e que venha um avivamento entre o povo de DEUS de uma forma geral, rompendo as barreiras e se voltando para a Palavra do SENHOR;
  • Que a Palavra de DEUS prevaleça e que o Nome de JESUS CRISTO seja engrandecido nesta cidade;
  • Que o inimigo seja derrotado, que toda a barreira e toda a “divisão”, que são obras do Diabo (TG. 3:14-16; GL. 5:19-21; 1 CO. 1:10,13; 3:1-4; 12:25,27; JO. 11:51,52; JD. 19), entre o povo de DEUS, seja derrubada, a fim de que o SENHOR possa obter, nesta cidade, a Sua expressão, a expressão da unidade do Seu Corpo, a “igreja”.
  • Que o SENHOR levante, nesta cidade, um poderoso exército para marchar contra o inimigo, e encontre um povo disposto a cooperar com ELE (O SENHOR), em oração e súplicas por esta cidade, a fim de que o SENHOR agregue a Si o Seu rebanho.

Caro(a) Irmã(o):

O nosso inimigo comum (Satanás), é o único interessado em dividir o povo de DEUS, pois JESUS declarou que “...toda casa dividida contra si mesma cairá, e todo o reino dividido contra si mesmo não subsistirá.” Portanto, amado(a), é necessário que nos unamos em oração intercedendo por esta cidade, como os próprios textos das Escrituras já citados nos mostram.

Se você é temente à DEUS, se ama verdadeiramente à JESUS CRISTO, junte-se a nós, como um(a) filho(a) de DEUS, num propósito único de oração, intercedendo por esta cidade. Assuma, de fato, um compromisso com DEUS, com JESUS CRISTO, e se dispondo, diante do SENHOR JESUS, a ser um cooperador com ELE, para que CRISTO faça, nesta cidade, o Seu querer.

Irmã(o), vamos vencer juntos o inimigo! Vamos nos colocar juntos diante de DEUS, e vamos, junto com muitos outros irmãos fazer tremer as portas do inferno e ver DEUS operar em nosso meio!

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Estudos científicos comprovam que o Homossexualismo não é natural ─ Ninguém nasce assim

Resultado de imagem para ex-homossexualSabemos que basta um caso de mudança de orientação sexual para provar que os homossexuais não são prisioneiros inevitáveis desse estilo de vida, e que a orientação sexual não é uma característica imutável, como a raça. Como diz o ditado, é impossível encontrar um ex-negro, mas agora se constatou que não é impossível encontrar um ex-homossexual. Na verdade, há um monte deles por aí.

A pesquisa provando que é possível um homossexual corrigir sua situação foi publicada em uma revista científica. Tendo sido conferida pelos próprios interessados, isso invalida uma velhaca e irritante objeção alardeada pelo conluio de desviados sexuais.

Stanton L. Jones e Mark A. Yarhouse publicaram no Journal of Sex and Marital Therapy um estudo estatístico sobre mudança de orientação sexual por meios religiosos (Vol. 37, páginas 404-427). Apesar de os ativistas homossexuais insistirem em que a mudança de orientação é impossível, e que a tentativa de alteração é prejudicial, estes pesquisadores descobriram que de fato o oposto é que é verdadeiro.

No passado, a Associação Americana de Psicologia (APA) enfiou os dedos nos próprios ouvidos, e estupidamente entoou: “A homossexualidade não pode ser mudada – os riscos potenciais da terapia reparadora são grandes, incluindo depressão, ansiedade e comportamento autodestrutivo”. Mas ela está absolutamente errada.

Jones e Yarhouse acompanharam durante 6 a 7 anos 61 indivíduos que completaram o trabalho de terapia reparadora com a Exodus International. Desses 61 homens e mulheres, 53% tiveram resultados bem sucedidos. Vinte e três por cento conseguiram uma conversão bem sucedida para a heterossexualidade, tanto na orientação como na funcionalidade, enquanto outros 30% alcançaram castidade comportamental bem como substancial “des-identificação” com a orientação homossexual (vinte por cento abandonaram o processo e aderiram totalmente à identidade homossexual).

Quanto a ser prejudicial o próprio tratamento, na média o sofrimento psicológico não aumentou, e para muitos houve melhorias significativas.

Os autores têm o cuidado de advertir contra projeções exageradas com base em suas pesquisas, mas evidentemente suas descobertas são uma dramática recusa para o estribilho de que a mudança é impossível, e que a própria tentativa de mudança é prejudicial.

Os autores ressaltam algumas atitudes a tomar. Uma delas é que, sendo a mudança de orientação sexual claramente possível, a decisão de pessoas que procuram mudá-la deve ser respeitada e sustentada.

Quais as probabilidades de ser confrontado pela comunidade homossexual com algo assim: “Já tomei minha decisão, não me confunda com os fatos”? A probabilidade está entre mínima e nenhuma, pois a esquerda é profundamente anti-científica, e sua reação a essas descobertas será previsivelmente anti-científica.

Da mesma forma, se os defensores do homossexualismo fossem honestos e acatassem os resultados da pesquisa científica, deixariam agora de invalidar a terapia corretora para pessoas interessadas em corrigir de orientação sexual. Infelizmente, o compromisso cego, irracional e emocional deles com a própria agenda torna isso impossível, exceto para os poucos dentre eles que não são preconceituosos.

Essas descobertas refletem o que afirmou, em 2003, o psiquiatra Dr. Robert Spitzer, de Columbia, depois de estudar 200 ex-homossexuais que obtiveram algum grau de mudança: “As alterações que se seguiram à terapia reparadora não se limitaram ao comportamento sexual e ao reconhecimento da própria orientação sexual. Abrangeram atração sexual, excitação, fantasia, desejo, como também o sentir-se incomodado por sentimentos homossexuais. São mudanças que abrangem os principais aspectos da orientação sexual”.

Estas observações do Dr. Spitzer são particularmente importantes, pois foi ele quem liderou a campanha política que em 1973 retirou a homossexualidade da lista oficial de transtornos mentais da Associação Americana de Psiquiatria. A APA vai ter que atualizar seu website, pois contém esta declaração cientificamente incorreta: “Até esta data, não houve nenhuma pesquisa científica adequada para demonstrar que a terapia que visa mudar a orientação sexual [...] é segura ou eficaz”.

Bem, agora existe a “pesquisa cientificamente adequada” para mostrar que a mudança é possível. Será que a APA vai afinal entrar no século 21 e admitir isso? Não alimente grandes esperanças.

O próprio procurador-geral, Eric Holder, está confinado na mentalidade depressiva e anti-ciência dos fundamentalistas, pois sustentou em fevereiro acreditar que “a orientação sexual é uma característica imutável”. Parece que precisamos de um novo procurador-geral.

Última linha: A mudança de orientação sexual é possível, e este estudo é a prova. Deixemos para trás a insensatez biológica e psicológica de que homossexuais “nascem assim”, e que nada se pode fazer sobre isso. Tanto a Sagrada Escritura quanto a investigação científica dizem algo muito diferente.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Cristão ou Religioso? Qual desses é você?

Resultado de imagem para religioso ou cristão

É muito bom tê-lo(a) de volta a este site!
Hoje gostaria que reflitisse sobre sua posição em questões de fé e comportamento… Será que você expressa uma vida cristã ou uma vida religiosa? Vejamos oito pontos diferenciais entre um religioso e um cristão…

O religioso é alguém que…

  1. Tem sua vida centralizada em si próprio, e sua religião é apenas mais uma entre tantas “atividades sociais” nas quais está envolvido;
  2. Usa seus recursos (dinheiro, força, tempo) para satisfazer a si mesmo, e para seu bel prazer, levando para sua religião aquilo que “sobra”;
  3. Contribui com seu “dízimo” para a manutenção da sua religião, construção de templos, (que ele chama de “casa de DEUS”) e sustento dos seus líderes;
  4. Segue uma “doutrina religiosa” estabelecida pelo líder ou fundador da denominação/religião que pratica, negando-se a arrazoar sobre qualquer ensinamento fora daquilo que aprende no lugar que frequenta;
  5. Não vive pelo que JESUS ensinou, e sim pelas normas e regulamentos de sua religião;
  6. Não investiga na Palavra de DEUS (Bíblia Sagrada) se aquilo que está aprendendo é realmente da forma como estão lhe passando, confiando completamente nos seus líderes religiosos;
  7. Aquilo que faz ou deixa de fazer não segue aos princípios da Bíblia Sagrada, mas sim aos que é ditado pelo líder de sua religião;
  8. Sente-se orgulhoso pelo “título” recebido pelos praticantes de sua denominação religiosa;

O cristão é alguém que…

  1. Tem sua vida voltada e centrada em JESUS CRISTO, e seu relacionamento com CRISTO é sua maior e primeira ocupação, relegando para segunda instância todas as demais coisas (Mateus 6:33);
  2. Usa seus recursos (dinheiro, força, tempo) para a glória de DEUS, oferecendo ao SENHOR o seu melhor (1 Coríntios 10:31)
  3. Entende que não apenas o “dízimo”, mas que, na verdade, tudo quanto tem é do SENHOR e deve ser investido na expansão do Reino de DEUS. Por isso não gasta com templos, porque sabe que DEUS não habita em templos feitos por homens, e que a “casa de DEUS” somos nós – Hebreus 3:6; 1 Timóteo 3:15; Atos 17:24.
  4. Segue unicamente a doutrina de JESUS CRISTO, a “sã doutrina”, ensinada inicialmente por JESUS CRISTO e depois por Seus discípulos e apóstolos, e que está registrada – na íntegra – nas páginas da Bíblia Sagrada. Usa unicamente a Bíblia como sua regra de fé, e faz da Palavra de DEUS o “crivo” para provar todo e qualquer ensinamento.
  5. Vive somente em obediência ao que JESUS ensinou.
  6. Sempre está examinando as Escrituras Sagradas (Bíblia) para investigar e conofirmar o que está aprendendo daqueles que encontram-se à sua frente, sabendo que mesmo os líderes estabelecidos por DEUS podem errar, e que temos que seguir o que DEUS ordena e não o homem – Atos 5:29.
  7. Faz da Bíblia sua base para quaisquer planos ou projetos, sabendo que nas suas páginas há segurança no conselho de DEUS.
  8. Não toma para si qualquer “título” religioso, chama-se apenas de cristão ou “discípulo de CRISTO”, sabendo que a família de CRISTO, toma para si unicamente o Seu Nome – Efésios 3:14,15.

E então? Não é uma ótima reflexão?

domingo, 27 de agosto de 2017

O governo da cidade mudou... E o de sua vida?

Caro(a) leitor(a),
Depois de um conturbado período onde foram apuradas muitas irregularidades do governo anterior, tivemos finalmente uma mudança de governo.
Agora Foz do Iguaçu tem um novo governante... Mas e a sua vida, quem governa?
Já parou para pensar a respeito?
Todo homem e toda mulher tem alguém no governo de sua vida... Sua vida ou é governada pelos apetites de sua carne, ou pelos anseios de seu espírito.
Em qual desses grupos você se encontra?
Não falo de religião, nem de política... Falo de uma vida pautada ou na carne ou no espírito. Ou segue a JESUS ou aos lobos e mercenários desse século.
Quem você segue?

domingo, 13 de agosto de 2017

Em Foz do Iguaçu, teremos candidatos ou só cabos eleitorais em 2018

Pelo andar da carruagem e seguindo o desejo do relator Vicente Cândido (PT-SP), cartola da CBF diga-se de passagem, a reforma política em tramitação no congresso, se aprovada como foi proposta, vai tornar candidaturas de Foz e região  inviável, pois a porposta do Distritão, foi montada em benefício dos atuais legisladores, só beneficia os atuais inquilinos do poder, seja ao Congresso ou a ALEP.

Já é sabido que se acaba com as coligações partidárias e, consequentemente, com a necessidade de filiação de um puxador de votos,  pois se eleige somente aqueles que obtiverem mais votos, independente de partido. Sendo assim, para se eleger como deputado federal é necessário, por baixo, mais de 100 mil votos e para a Assembléia Legislativa no Paraná, algo em torno de 70 a 80 mil votos.

Nós, aqui da capital do turismo, sabemos que não temos candidato com tal envergadura, alguns citarão o Fernando Giacobo, mas só tem aqui seu domicílio eleitoral, mas ele é de fato de Foz, Cascavel, Pato Branco ou sabe-se de onde (apesar de alguns formadores de opinião já começarem a divulgar seu nome). No passado, quando possíamos candidatos com potencial, escorados no voto de legenda, muitos se lançavam únicamente para fazer votos as suas respectivas coligações, orientados pelas suas base na capital do estado. Tais votinhos aqui angariados eram repassados a pessoas sem qualquer compromisso com a população local.

Com a nova proposta, os votinhos daqui, dali e acolá, que no final elegia uma turma, puxados por Tiririca's ou Ratinho's da vida, perdem sua influência. candidatos com maior poder de penetração na mídia, conhecidos do grande público, possuem muito mais condições de sucesso que um cidadão que se candidata via propostas. Pela grana (nosso dinheiro) que vai ser despejado na campanha, candidatos de 20, 30 ou 40 mil votos não representam mais nada, eles não podem mais interferir, com seus votos, no resultado final de uma eleição então, quanto menos candidatos para um determinado partido, melhor.

Não que o atual modelo eleitoral seja justo, pelo contrário, mas para mim, o voto distrital puro é o mais justo, pois cidades de porte menor teriam condições de eleger seus verdadeiros representantes e não os supostos de hoje. Vamos torcer para que tudo isso não passe de um sonho de um deputado que olha somente a seu umbigo, que os atuais deputados acabam com tal aberração pois, caso contrário, o que mais vai ter em Foz será uma legião de cabos eleitorais, sem candidatos,perde a cidade, a região e toda sua população. Quem for pedir votos, não o fará de graça, certo?

Uma ótima semana a todos.